Pular para o conteúdo

Avicultura Blog

Todas as categorias:

Estratégias para controle da diarréia em aves com fitobióticos naturais

PUBLICIDADE

Cerca de 50 a 70% de todos os agentes antibacterianos usados ​​em frangos, são aplicados visando reduzir infecções bacterianas intestinais (enterite bacteriana). A profilaxia conduzida adequadamente e o acompanhamento adequado podem ser métodos eficazes para reduzir a quantidade de antibióticos que são usados na produção avícola.

A digestão de alimentos prejudicada e má absorção de nutrientes levam ao desenvolvimento de má digestão e diarréia em aves.

Essas doenças, além da coccidiose subclínica, têm o maior impacto na economia de pecuária em grande escala.

As condições diarreicas pioram resultados de produção e frequentemente necessita do uso de antibiótico para tratamento.

As tendências prevalecentes indicam um aumento na demanda do consumidor por carne de granjas certificadas, onde uma ênfase especial é colocada no bem-estar animal e na ausência de agentes antibacterianos sintéticos.

Com o aumento da resistência bacteriana e a observação mais frequente de cepas de resistência a múltiplas drogas, junto com a escassez de trabalhos focados no desenvolvimento de novos agentes antimicrobianos, testes de substâncias ativas derivados de plantas são atualmente o ramo mais promissor de preparações que podem ser eficazes e usados em grande escala, e ao mesmo tempo mantendo razoável custo benefício.

Este artigo, que é baseado em mais de 20 anos de trabalho com produtos à base de plantas, pesquisando para o conhecimento e soluções que estão agora em uso com sucesso em granjas de aves na Polônia e também em vários países que estão cooperando com BioPoint.

Definições

Na terminologia médica, bem como nos sistemas de produção, as três frases mais comuns definindo as disfunções no trato digestivo em aves são: indigestão, diarréia e cama molhada.

O que exatamente são esses distúrbios, e como você pode diferenciá-los quando você anda em meio às aves?

🔵 indigestão: Perturbação da digestão e não absorção de nutrientes, que é manifestado pela presença de conteúdo de alimento não digerido na cama. A consequência de tais distúrbios é geralmente uma redução no ganho de peso diário das aves e um aumento na taxa de conversão alimentar (CA).

🔵 Diarréia: A forma mais grave de deficiência de digestão é a não absorção de nutrientes da ração. Na maioria das vezes é o resultado da multiplicação dos patógenos no trato gastrointestinal ou o efeito desfavorável de seus metabólitos e toxinas no epitélio intestinal.

🔵 Cama molhada: Perturbação da relação entre fração líquida e sólida nas fezes. Na maioria das vezes se manifesta na hidratação das fezes com a perda simultânea de sua correta consistência e estrutura.

Causas

As causas do distúrbio acima mencionado podem ser associadas a vários fatores que geralmente ocorrem simultaneamente e em diferente intensidade.

Muitas vezes, mudanças na composição da ração, estresse, água contaminada ou infecção subclínica no lote podem causar perturbação na homeostase gastrointestinal e acelerar a passagem do conteúdo intestinal sendo responsável pela inflamação leve do epitélio intestinal.

A consequência disso pode ser um comprometimento temporário da digestão e absorção de ração, que macroscopicamente se manifesta como indigestão, síndrome da cama molhada ou diarréia na granja.

As causas mais importantes dessas disfunções estão listadas na Figura 1.

As fezes regulares do intestino delgado devem ser de aspecto denso, cor marrom escuro com adição de revestimento branco de ácido úrico na parte superior. Em sua maioria são inodoras. São excretadas pela ave cerca de 11 a 15 vezes ao dia.

O conteúdo de ceco é excretado uma vez a cada 7 ou 8 excreções do intestino delgado. Sua estrutura é diluída, marrom claro, de cor cinza, com aumento do volume.

Problemas com a típica “cama molhada” surgem quando o lote apresenta um aumento da quantidade de fezes diluídas, quando a fração líquida excede cerca de 40% do seu volume. Qualquer desvio da estrutura descrita, cor ou odor deve ser classificado como problemas de indigestão ou como diarreia.

Fig. 1. As causas mais importantes de distúrbios digestivos.

Profilaxis a base de plantas

Substâncias ativas contidas em preparações naturais pertencem ao grupo de metabólitos secundários da planta (PSM) e podem exibir muitas propriedades biológicas no organismo animal.

Dependendo de sua concentração e combinação, eles podem ter propriedades antibacterianas e antivirais, bem como inibir a multiplicação de parasitas e fungos. 

Além disso, eles mostraram ser altamente eficazes em estimular imunidade humoral e mecanismos celulares de defesa. Também podem estimular o apetite, aumentar a síntese de enzimas digestivas, acalmar a inflamação do tecido e agir como expectorante e adstringente no trato digestivo.

A conquista das propriedades biológicas acima mencionadas na produção intensiva de aves depende da preparação usada, em particular na mistura e a concentração de fitobióticos que estão na composição. Um aspecto indispensável na obtenção de resultados satisfatórios in-vivo é a dosagem apropriada e o momento da aplicação de tais misturas complementares. Em visão do problema da indigestão, cama molhada ou diarréia em aves, a melhor eficácia em nossos estudos foi obtido com o uso de fitobióticos da casca de Carvalho Pedunculado, Dente-de-leão, Canela e Alho.

Recomendações

uso de preparações especializadas nos momentos apropriados, pode proteger o lote contra o desenvolvimento de distúrbios digestivos. Graças à seleção da dose correta na preparação, à combinação de vários produtos e ao momento certo de aplicação do tratamento, podemos evitar o desenvolvimento de processos de doença no lote e, assim, reduzir a necessidade de antibioterapia.

 

Casos de campo

Neste artigo, apresentamos uma descrição de três casos selecionados em que as preparações anti diarreicas naturais foram usadas.

Tabela 1. Sintomas para os três casos clínicos.

🟩 CASO CLÍNICO 1:

Indigestão nutricional

➖Descrição do lote: frango de corte Ross308, Idade: 31 dias, cinco galpões, 30.000 aves cada.

Poucos dias antes do abate, houve uma súbita perturbação da estrutura nas fezes com a perda de sua forma e o aparecimento de conteúdo alimentar não digerido.

A adição prévia de um grão de trigo integral à ração comercial pode ter sido o gatilho para os distúrbios na homeostase do trato gastrointestinal.

Exame pós-morte: 

O exame pós-morte revelou a presença de uma quantidade significativa de grãos pegajosos na moela, o que pode indicar má qualidade da ração ou contaminação do grão de trigo. Outras seções do trato gastrointestinal estavam moderadamente preenchidas com ração levemente digerida e, além disso, foram encontradas alterações indicando irritação mecânica da mucosa intestinal.

Terapia profilática:

A participação de agentes infecciosos foi excluída no procedimento de diagnóstico.

Biolax V Plus

750ml / 1000 lts de água / 16 horas / 5 dias

Foi recomendado interromper a alimentação com trigo e implementar a terapia de suporte mencionada acima. Graças à rápida reação, não houve necessidade de antibioterapia e o lote voltou aos parâmetros normais de produção. (Figura 2)

Além disso, a quantidade de fezes hidratadas diminuiu, a digestibilidade e a absorção de ração melhorou, assim como a qualidade das coberturas alimentares e o microclima nas instalações. Depois que a suplementação foi concluída, a terapia regenerativa foi implementada, incluindo Enterocid Duo e Viovit Orego Plus.

Fig. 2. Ganho de peso diário do lote no CASO CLÍNICO 1.

CASO CLÍNICO 1: Indigestão nutricional. À esquerda, conteúdo de ração não digerido, pododermatite, conteúdo de moela e irritação da mucosa serosa.
8 internacional

🟩CASO CLÍNICO 2:

Diarreia infecciosa,  etiologia mista

➖Descrição do lote: Frango de corte Ross 308, Idade: 23 dias, um galpão, 38.000 aves. 

Durante a inspeção veterinária do lote, os sintomas indicaram o desenvolvimento de uma infecção intestinal bacteriana. A digestibilidade dos alimentos e o estado das aves deterioraram-se. O epitélio esfoliado visível na cama indica um distúrbio da microflora no trato digestivo.

Exame pós-morte

Durante o procedimento pós-morte verificou-se que a mucosa gastrointestinal estava congestionada, havia uma quantidade excessiva de muco e partículas não digeridas da ração ao longo de todo o comprimento dos intestinos.

Mudanças características no trato gastrointestinal indicaram um curso simultâneo de infecção parasitária (Eimeria spp.) E bacteriana (Escherichia coli, Staphylococcus), que foi finalmente confirmada em testes laboratoriais.

Terapia profilática:

Devido à suspeita de envolvimento de agentes infecciosos no curso da doença, a abordagem terapêutica baseou-se na mais forte combinação de preparações naturais. Biolax V Plus e Biotix S foram usados na seguinte combinação:

Biolax V Plus 1l + Biotix S 

500ml / 1000 lts de água / 12 horas / 5 dias

Graças à rápida reação do criador e do veterinário que manejou o loteo estado de saúde do lote melhorou, assim como o consumo diário de água (Fig. 3) e a ingestão de ração aumentaram. Quedas diárias e o número de mortes diminuíram (Fig. 4).

Fig. 3. Ingestão diária de água no CASO CLÍNICO 2.

Fig. 4. Mortalidade diária e abates diários no CASO CLÍNICO 2.

CASO CLÍNICO 2: Piora do desempenho das aves e diarreia com sangue.

🟩 CASO CLÍNICO 3:

Diarreia infecciosa com Clostridium spp. 

➖Descrição do lote: peru para engorda, linha masculina BIG 6, idade: quatro semanas, dois galpões, 12.000 aves cada.

O criador relatou comportamento estridente das aves e deterioração da uniformidade do lote. Durante a inspeção veterinária, animais menores foram percebidos, afetando a uniformidade em diferentes partes do aviário.

Exame pós-morte:

Os animais seccionados eram significativamente menores, o músculo peitoral estava desidratado, a moela preenchida com cama misturado com penas e havia forte congestão do epitélio duodenal.

No jejuno e no íleo, uma quantidade significativa de muco misturado ao epitélio esfoliado, o conteúdo continha bolhas de gás. A maioria dos intestinos estava congestionada e muito distendida. Balão ceco dilatado e contendo conteúdo semifluido, espumoso e com odor fétido.

Terapia profilática:

O quadro clínico do lote e as alterações nos tecidos registradas indicaram o curso da infecção por Clostridium spp. Devido ao desenvolvimento rápido da doença, a implementação imediata da terapia de suporte foi recomendada. O frotis de várias seções do intestino delgado foram submetidos a testes microbiológicos. Após alguns dias, numerosas bactérias de Clostridium perfringens foram isoladas.

Clostric 500ml + MultiActiv (mistura de ácidos orgânicos) 1l / 1000 lts de água / 12 horas / 4 dias

Enterocid Duo 250g / 1000 lts / 12 horas / 5 dias

No terceiro dia desde o início do tratamento, o comportamento dos animais melhorou significativamente, não foram registradas aves doentes, deitados na cama ou mostrando comportamento barulhento. A estrutura das fezes voltou ao quadro fisiológico normal e as quedas diárias estabilizaram ao nível normal.

No caso de um curso tão forte de doenças intestinais, lembre-se de usar preparações contendo bactérias probióticas.

CASO CLÍNICO 3: Diarreia espumosa e cecos distendidos.

Resumo

Devido ao número crescente de síndromes de doenças nas quais vários agentes infecciosos estão envolvidos, incluindo frequentemente bactérias patogênicas altamente resistentes, torna-se justificável a busca por métodos alternativos de controle da saúde na produção avícola em grande escala.

A literatura médica frequentemente apresenta experiências com o uso de preparações fitobióticas em um esforço  estreito, limitado apenas a estudos in vitro.

Para os veterinários de campo, a informação mais importante é a eficácia desses alimentos complementares em condições de campo. As informações apresentadas neste artigo referem-se, em particular, ao aspecto da eficácia das misturas de ingredientes biologicamente ativos de extratos de plantas na prática médica diária.

A obtenção de efeitos promissores e repetíveis de tais terapias pode certamente se tornar uma ferramenta muito valiosa na prevenção de doenças na avicultura.

Para mais conteúdos como este siga o Avicultura Blog nas redes sociais e fique por dentro de todas as novas tendências do setor avícola no Brasil e no mundo.

Comentários: